goo vimeo rss facebook

Notícias

Convento de Ferreirim integra Rede de Monumentos do Vale do Varosa

A Rede de Monumentos do Vale do Varosa entrou em pleno funcionamento, com a inauguração dos Centros Interpretativos do Convento de Santo António de Ferreirim, em Lamego, e do Mosteiro de São João de Tarouca, presidida pelo Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes. O governante aponta este projeto como um exemplo da dinâmica cultural que deve ser implantada em todo o país, através da criação de “redes de colaboração que são absolutamente essenciais". Dinamizado pelo Museu de Lamego, este projeto integra ainda o Mosteiro de Santa Maria de Salzedas, a Capela de São Pedro de Balsemão e a Ponte Fortificada de Ucanha.
A monumentalidade e o elevado valor arquitetónico do Convento de Santo António de Ferreirim e do seu espólio artístico ganham assim uma nova atratividade com a instalação de um centro interpretativo no interior do imóvel. O novo serviço está dotado com moderno equipamento multimédia que narra a história do antigo mosteiro franciscano, dando especial enfoque às pinturas dos “Mestres de Ferreirim”.
Na sessão de inauguração do Centro Interpretativo do Convento de Ferreirim, Francisco Lopes, Presidente da Câmara Municipal de Lamego, sublinhou que "muito mais importante do que a rede física, é a rede de colaboração, de confiança, de entreajuda que se tem estabelecido entre um conjunto de entidades", como as autarquias, a Direção Regional de Cultura, o Museu de Lamego, o Museu do Douro e a Diocese de Lamego. O autarca afirmou ainda que, apesar de se tratar de monumentos situados em dois concelhos distintos, este é um "território sem fronteiras", porque o que importa é que os turistas conheçam a região, passem a palavra e dinamizem "as estruturas económicas, que vivem muito à custa do turismo".

Orlando Lourenço agraciado com Medalha Cruz de São Jorge

O Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, General Artur Pina Monteiro, agraciou Orlando Lourenço, atual proprietário e administrador das Caves da Raposeira e Murganheira, com a Medalha Cruz de São Jorge - Primeira Classe, durante uma cerimónia realizada em Lisboa, na última quarta-feira, 20 de julho. Associaram-se a esta homenagem pública, Francisco Lopes e José Pinto, Presidente e Vice-Presidente da Câmara Municipal de Lamego, que assistiram ao ato oficial.
"O continuado apoio prestado às Forças Armadas Portuguesas em vários eventos", nomeadamente à Cerimónia Militar do 10 de junho de 2015, em Lamego, à visita do Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas do Reino de Espanha às Forças Armadas, à reunião de Chefes de Estado-Maior das Forças Armadas da CPLP e à visita anual dos adidos militares foi o mérito evocado para justificar a outorga desta condecoração que visa galardoar "militares e civis, nacionais ou estrangeiros, que, no âmbito técnico-profissional, revelem elevada competência, extraordinário desempenho e relevantes qualidades pessoais, contribuindo significativamente para a eficiência, prestígio e cumprimento da missão do Estado-Maior-General das Forças Armadas.
Na hora de receber a Medalha Cruz de São Jorge, Orlando Lourenço recordou o trajeto profissional iniciado em 1980, ano em que constitui uma sociedade com amigos para adquirir e desenvolver as Caves da Murganheira, empresa líder do setor dos espumantes em Portugal.

Intervenção sobre "O Sagrado e o Profano" junta antigos alunos

“O Sagrado e o Profano” foi o tema que deu o mote para uma intervenção de Agostinho Ribeiro, diretor do Museu Nacional Grão Vasco, de Viseu, servindo-se da monumentalidade de Lamego para abordar esta temática. Realizado no Teatro Ribeiro Conceição, a plateia que participou neste encontro foi constituída por cerca de 150 antigos alunos do Liceu Latino Coelho (Núcleo do Porto). O principal dinamizador foi, mais uma vez, José Manuel Pinheiro da Mota, que ano após ano, “alimenta esta ligação às raízes que ficaram em Lamego, mantendo acesa a chama desta saudável nostalgia, através da elaboração de um programa, desta vez enriquecido com a referida alocução e a abertura da exposição “Romarias Aqui no Coração da Vida”, no Museu Diocesano de Lamego, da autoria de Ana Maria Cardoso Teixeira”.
Presente na reunião, D. Jacinto Botelho, Bispo Emérito de Lamego, destacou a “importância destes encontros numa sociedade que hoje praticamente só comunica através de telemóvel e redes sociais.” Por outro lado, José Pinto, Vice-Presidente da autarquia, salientou o “necessário apoio que todos os anos a Câmara de Lamego tem manifestado à organização, considerando o impacto que a mensagem dos Antigos Estudantes poderá ter fora dos muros do concelho, porque cada um deles será sem dúvida um embaixador da nossa cidade”.

Samoiedo vence Exposição Canina Nacional

A cidade de Lamego voltou a receber, pela oitava vez consecutiva, um dos maiores eventos realizados no nosso país de divulgação das diferentes raças caninas. Este ano, o júri do concurso da Exposição Canina Nacional distinguiu como grande vencedor (Best in Show) um Samoiedo, enquanto que um Chihuahua de Pelo Comprido foi eleito para o segundo lugar. O pódio “fechou” com um cão de raça Basset Hound na terceira posição. Esta exposição constituiu uma oportunidade única de ver, em conjunto, vários exemplares da mesma raça e poder compará-los, em busca do cão perfeito.
Durante o domingo de 19 de junho, muitos lamecenses passaram pelo Centro Multiusos de Lamego, transformado numa passerelle canina, para admirarem quase 400 “cãocorrentes”, sobressaindo o entusiasmo manifestado pelas crianças que não disfarçaram a atenção que dedicam ao mais fiel amigo do Homem. Todos foram submetidos a uma rigorosa avaliação por parte dos juízes da Exposição Canina Nacional.
Em competição, estiveram à prova criadores de todo o país e do estrangeiro, sobretudo da vizinha Espanha, facto que confirma a internacionalização que esta mostra já conquistou em recentes edições.
O sucesso competitivo alcançado por este certame leva a Câmara Municipal de Lamego, entidade organizadora, a garantir uma nova edição já no próximo ano, uma vez que esta Exposição Canina é considerada pela crítica, pelos expositores e pelo Clube Português de Canicultura, entidade que garantiu a direção técnica, como um dos eventos do género mais importantes realizados em Portugal.

Boteiros Y Folions da Galiza vieram ao encontro de Lazarim

BOEYRealizou-se, durante o último fim de semana, em Lamego um encontro entre os Caretos de Lazarim e os Boteiros y Folions de Viana do Bolo, promovido pelo Centro Interpretativo da Máscara Ibérica (CIMI), que trouxe até ao Douro toda a mística e a magia da máscara ibérica.
O grupo de Boteiros y Folions, vindos da Galiza, efetuou uma visita guiada àquele espaço museológico, onde teve a oportunidade de encontrar uma réplica da sua máscara, destacada com o título "Máscara do Mês". Após a realização da visita, ainda houve tempo para uma ronda pela aldeia onde os folions, junto com os caretos de Lazarim, brindaram os locais com muitas tropelias e folias que por estas andanças não são desconhecidas. No segundo dia do encontro, o grupo de Espanha visitou a avenida principal da cidade de Lamego, aproveitando para aprofundar o seu conhecimento sobre a região, a gastronomia e as gentes desta terra que se mostraram maravilhadas pelas imponentes máscaras usadas por nuestros hermanos.

Pelotão da Volta a Portugal em Bicicleta começa etapa em Lamego

page CICLE
Cinco anos depois, a cidade de Lamego vai voltar a fazer parte da prova rainha do ciclismo português. No primeiro dia de agosto, o pelotão da 78ª Volta a Portugal, constituído por 18 equipas, inicia aqui a quinta etapa da prova para percorrer 153,2 quilómetros até chegar a Viseu. É a mais curta etapa em linha desta edição, mas vão ter de ser superadas as sempre complicadas travessias da serra de São Macário e Arada.
A partida simbólica da etapa que os ciclistas iniciam na cidade de Lamego ocorre na Av. Dr. Alfredo de Sousa. A partir daí, o pelotão vai pedalar até Samodães, Cambres, Pousada (onde estará colocado um Prémio de Montanha de 4ª categoria), regressa depois à cidade de Lamego (Meta-Volante) e segue, pela N2, até Viseu, passando pelas freguesias de Penude e Magueija. Volvidos 40 quilómetros, desde o arranque da etapa, os participantes deixam para trás o concelho de Lamego tentando chegar em primeiro lugar ao Prémio de Montanha de 2ª categoria localizado em Bigorne.

Contactos

Câmara Municipal de Lamego
  • Av. Padre Alfredo Pinto Teixeira, 5100 - 150 Lamego
  • Telef.: 254 609 600 Fax.: 254 609 601

Horário do Município

Horário de Atendimento ao Público
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 17H00
Hórário de Atendimento Tesouraria
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 15H30
             HORÁRIOS CONTINUOS
 

Newsletter