goo vimeo rss facebook

Lamego presta homenagem aos "valorosos militares de Abril"

O concelho de Lamego celebrou o 42º aniversário da Revolução dos Cravos que derrubou o regime ditatorial do Estado Novo, na histórica madrugada de 25 de abril de 1974, com uma grande variedade de eventos de índole institucional, cultural e desportiva. A realização da Sessão Solene da Assembleia Municipal foi o ato que se revestiu de maior simbolismo durante estas comemorações ao prestar uma justa homenagem a todos aqueles que, após 48 anos de ditadura política, tiveram a capacidade de devolver aos cidadãos um valor fundamental na vida de todos: a Liberdade. Intervieram nesta sessão, os representantes dos grupos políticos que compõem este órgão e o Major Manuel Lino, deputado municipal e um dos operacionais com intervenção ativa no movimento militar que, sob o comando de Salgueiro Maia, se dirigiram ao Terreiro do Paço para derrubarem o Governo de então. "Os Valorosos Militares de Abril, naquela saudosa madrugada, libertaram Portugal da mordaça que, durante décadas, anulou valores e direitos fundamentais dos seus cidadãos", recordou José Carrapatoso, Presidente da Assembleia Municipal.
Falando para uma plateia constituída sobretudo por autarcas, representantes de instituições locais e alguns cidadãos anónimos que quiseram participar no aniversário da Revolução dos Cravos, Manuel Lino recordou os pormenores das operações que na cidade de Lisboa tinham por missão derrubar o governo e como foi possível evitar a ocorrência de combates entre diferentes forças militares e o derramamento de sangue.
Num momento de "crise global, sentida intensamente no nosso País, e particularmente na nossa região", José Carrapatoso sublinhou, durante a intervenção de encerramento da Sessão Solene, que é fundamental evocar de novo Abril de 1974: "As expetativas de então estão a ser gradualmente goradas, as dificuldades de então são hoje evidentes, as políticas de promoção do emprego para os jovens são uma miragem, o acesso à saúde de proximidade está longínquo, a natalidade decresce e o envelhecimento floresce, o que acarreta uma desertificação gradual de todo o Interior". E deixa um alerta ao poder central: "Continuamos a ambicionar um Futuro de Desenvolvimento e de modernidade, esperando continuamente que Abril se cumpra nesta região, e não consentiremos que desrespeitem esta cidade, esta região e as suas gentes". "Lamego e os Lamecenses continuam a acreditar que Abril se cumprirá", acredita.

Para além de prestar um tributo de homenagem e gratidão aos militares que devolveram a Liberdade aos portugueses, também se destacou do programa de comemorações a realização da oitava Assembleia Municipal do Futuro subordinada ao tema “Liberdade de Expressão/ Direitos Humanos”, um fórum de debate juvenil participado por alunos de diversas escolas do ensino secundário, bem como a inauguração da exposição "Cartazes de Abril", no Museu Pedagógico de Lamego.
A proclamação dos valores da Liberdade e da Democracia também passou, na noite de 24 de abril, pelo palco do belo Teatro Ribeiro Conceição com a realização de um espetáculo cultural dinamizado pelas freguesias do concelho e, no dia anterior, pela apresentação pública do livro “Instrumentos de Controlo do Estado Novo – anos 30/ Século XX”, da autoria de Alberto de Jesus Almeida.

Contactos

Câmara Municipal de Lamego
  • Av. Padre Alfredo Pinto Teixeira, 5100 - 150 Lamego
  • Telef.: 254 609 600 Fax.: 254 609 601

Horário do Município

Horário de Atendimento ao Público
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 17H00
Hórário de Atendimento Tesouraria
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 15H30
             HORÁRIOS CONTINUOS
 

Newsletter